Removendo segredos commitados no git com BFG Repo-Cleaner

Se você ainda não fez, tenho certeza que um dia fará.
Seja por preguiça ou acidente, acho que toda pessoa que desenvolve software já commitou aquela senha de SMTP no repositório, ou a senha do banco de dados.

Até que chega a hora de migrar os segredos para um cofre mas eles ainda estão lá, commitados.
É só fazer checkout para um commit específico, que é possível ter acesso a eles. Se não tiverem sido mudados, é só fazer a festa.

Tive de me livrar de segredos commitados a um tempo atrás e usei o BFG Repo-Cleaner, e vou mostrar nesse post como limpei o repositório com essa ferramentinha simples e eficiente.

Continue lendo “Removendo segredos commitados no git com BFG Repo-Cleaner”

Git: Trabalhando em mais de uma branch simultaneamente com o comando git worktree

Há vezes em que estamos trabalhando numa branch e precisamos corrigir algo em outra sem perder o que foi feito na que estamos, e para isso o fluxo é simples:
“stash” na atual, checkout para a outra, modificar, commitar, depois checkout para a antiga, “stash pop”, continuar o trabalho.
Mas, apesar de ser simples, esse fluxo pode dar alguns problemas, como por exemplo fazer com que você perca tempo resolvendo conflitos na hora do “stash pop” dentre outras chateações.
Justamente para ajudar nisso existe o comando “git worktree”, que nos permite trabalhar em mais de uma branch por vez, cada uma em uma pasta separada.

Continue lendo “Git: Trabalhando em mais de uma branch simultaneamente com o comando git worktree”