Usando o instalador automático do PostgreSQL autonomamente no Windows

Eu já precisei instalar o PostgreSQL no Windows, e o instalador não é nada acessível com o leitor de telas.
Daí pra instalar, eu baixava o zip, desempacotava e rodava o initdb, tinha que instalar o serviço na mão, etc e tal.
Se usarmos o instalador ele já resolve todas essas tretas.
Nesse pequeno post vou mostrar como usar o instalador pela linha de comando, sem depender da acessibilidade (ou falta dela) para usá-lo.

Para começar, baixe o instalador dessa página. Recomendo que salve o arquivo com um nome amigável, para digitar o comando. 🙂

Agora para instalar o PostgreSQL, vamos usar o “silent mode” do instalador. Com alguns parâmetros dizemos onde instalar o programa, e podemos personalizar coisas como nome do serviço, diretório padrão do banco de dados, etc.
Não tem segredo, basta abrir um prompt de comando, mudar para o diretório onde você salvou o arquivo e executar o comando.
A base do comando é:
psqlinstaller.exe --mode unattended
A mágica aqui é o parâmetro “–mode”, que como “unattended” ele abre uma janela (que não é acessível com o leitor), faz tudo o que tem que fazer e ao final fecha a janela.

Como eu disse, você pode personalizar sua instalação. No comando abaixo especifico o diretório dos dados:
psqlinstaller.exe --mode unattended --datadir D:\postgresql

Bom, é isso.
Para saber as outras opções de personalização da instalação, basta conferir essa página, que é a documentação do instalador.
Qualquer dúvida, sugestão, crítica ou elogio, comenta aí ou ping me on Twitter! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *